Liderança na busca da excelência

Ideias que transformam empresas


Excelência não pode ser um sonho e sim algo a ser alcançado nos próximos cinco minutos. Ela tem de ser o objetivo principal de uma estratégia de curto prazo em qualquer organização, segundo Tom Peters, um dos mais importantes pensadores sobre gestão no mundo contemporâneo. Peters apresentou suas ideias para transformar uma empresa no Fórum HSM Liderança e Alta Performance.

A mais importante razão da existência de um líder é ajudar as pessoas a se desenvolverem e atingirem a excelência. O líder deve fazer do trabalho uma oportunidade de crescimento e um local excitante e energético para seus colaboradores. Essa é uma das ideias práticas que Tom Peters tem defendido no sentido de que os líderes devem valorizar as pessoas acima de tudo. Esse é o caminho para transformar qualquer organização.

Peters cita como exemplo o fato de que todo líder deve desenvolver uma excelente estratégia de negócio. Para fazer isso, no entanto, quem está na liderança não precisa ser o melhor estrategista do mundo e sim encontrar colaboradores que façam isso com excelência e cuidar bem deles.

Uma das provocações preferidas que Peters faz aos gestores e empreendedores é que “seus clientes nunca serão mais felizes que seus funcionários”. A ideia enfatiza a importância das empresas valorizarem e manterem um ambiente organizacional agradável aos funcionários, afinal é com o nível de felicidade e de motivação deles que os consumidores entram em contato.

Outra ideia prática de Peter é sobre o processo de transformações nas organizações. Para ele, nada é mais equivocado do que dizer que mudança é sobre superar resistências. Mudança é sobre recrutar aliados e trabalhar cada um deles para ter a coragem de tentar uma nova experiência, afirma Peters. Na opinião dele, não se faz uma transformação numa organização através de reuniões e sim no contato face a face com cada pessoa.

Outra ideia enfatizada por Peters é sobre a importância do treinamento. Ele cita como exemplos esportistas, artistas e militares que colocam o treinamento como prioridade, enquanto as empresas o põem em segundo plano. Em seus escritos, Peters defende que treinamento é o mesmo que investimento e que a capacitação dos funcionários deveria fazer parte da verba de desenvolvimento e pesquisa nas organizações.

A importância das pessoas nas organizações está no centro do pensamento de Peters. Para ele, a principal questão da liderança no atual século 21 é provavelmente a mesma que existia no século 21 antes de Cristo.  Ela é fundamentalmente sobre organizar as pessoas para fornecerem algum tipo de serviço para outras pessoas.


Referências

PETERS, Tom. The Little Big Things: 163 Ways to Pursue Excellence. HarperBusiness, 2012.

___________ . Tom Peters on leading the 21st-century organization. Entrevista a McKinsey Quaterly, setembro de 2014.